Seagri oferece serviços para agricultores no ‘Sergipe é aqui’ em Carmópolis

Agricultores receberam as sementes certificadas de milho, com objetivo de fomentar ainda mais a produção deste grão utilizado para subsistência e para alimentação do rebanho local


Durante a realização da 5ª edição do ‘Sergipe é aqui’, nesta sexta-feira, dia 26, em Carmópolis, a população de teve acesso aos serviços oferecidos pela Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri) e suas vinculadas, Emdagro, Coderse e Pronese, a exemplo de entrega de sementes de milho, orientação sobre abertura de poços, implantação de dessalinizadores e atendimento a assentados do programa de Crédito Fundiário.

A chegada das sementes de milho foi muito festejada pelas famílias beneficiadas no município. Como foi o caso do agricultor familiar da comunidade Aguada, em Carmópolis, Wilson da Paixão, que não escondeu sua felicidade com a doação das sementes de milho entregues pelo Governo do Estado. “Eu planto um pouco de tudo: tenho macaxeira, feijão, algumas hortaliças, e estava aguardando um “dinheirinho” para comprar a semente de milho. Hoje, graças a Deus, eu ganhei do governo essas sementes. Estou muito feliz”, comemorou.

Dona Maria Amélia dos Santos, agricultora do povoado Palmeira, que também cultiva macaxeira e hortaliças e cria galinhas, recebeu seus dez quilos de sementes de milho e disse que vai plantar neste final de semana. “Deus abençoe o governo do estado por essas sementes. Eu vou plantá-las amanhã mesmo, já que chegaram no momento certo”, disse agradecida.

Uma das demandas foi apresentada pelo presidente da Associação de Produtores do Assentamento Papagaio, Edvaldo Alves. Ele veio até o ‘Sergipe é aqui’ com um grupo de representantes do assentamento, apoiado pelo Programa de Crédito Fundiário, coordenado pela Pronese. Eles foram  atendidos pelo secretário da Agricultura, Zeca Ramos da Silva, pelo coordenador do Crédito Fundiário e pelos diretores da Coderse, que receberam duas demandas da localidade que tem como atividade principal a criação de peixes em barragens escavadas.

Segundo o presidente da associação, a capacidade de produção dos tanques é de 120 toneladas de peixe por ano. A superintendente da Seagri, Ana Patrícia, destacou que a participação dos agricultores assentados será importante para elaboração do censo da pesca e aquicultura realizado pela secretaria da Agricultura.

O secretário de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca, Zeca da Silva, destacou a satisfação em participar desse momento e ver a alegria dos agricultores, ao receber as sementes de milho e outros serviços oferecidos pelo governo. “Com essa aproximação nós temos condições de conhecer melhor o trabalho dos produtores, a exemplo das artesãs dos aquicultores, e levar os serviços que eles realmente precisam”.

Mostra artesanal

Uma das novidades estava na exposição das artesãs de Carmópolis que aproveitaram para divulgar seu trabalho e comercializar as peças produzidas. Elas formam a Associação de Artesãos e Reciclagem Defensora do Meio Ambiente – “Arte é Vida”, de Carmópolis. Participaram do evento com uma grande exposição de itens artesanais, produzidos pelas 38 artesãs que integram o grupo. Para Adriane Cordeiro, presidente da associação, foi uma grande oportunidade de mostrar o trabalho que é feito há mais de 10 anos no município.

“Além de uma associação que trabalha com artesanato, somos defensoras do meio ambiente e produzimos a maior parte de nossas peças com material reciclável, como garrafas Pets, embalagens de cosméticos, caixas de ovos, entre outros, que se transformam em lindas peças utilitárias”, destacou Adriane.

Ainda de acordo com ela, a associação nasceu da necessidade  em reunir a grande quantidade de artesãs observada no município, mas que não sabiam onde divulgar seu trabalho e nem como comercializá-los. “A partir daí fomos realizando cursos de qualificação e um trabalho social muito bom, visto que muitas se encontram em situação de vulnerabilidade e encontraram no grupo um ponto de apoio”, disse citando técnicas do crochê, macramê, tricô e frivolitê, como algumas trabalhadas pelas mulheres da associação, que sempre conta com o apoio da Emdagro. Sempre que precisamos a Emdagro nos ajuda no planejamento de ações e na realização de oficinas”, enfatizou a presidente da “Arte é Vida”.



 
       
       

Parceiros:

Última atualização: 29 de maio de 2023 12:57.