Emdagro alerta sobre proibição do uso de agrotóxicos na área urbana

Prática acarreta sanções administrativas e multas a quem descumprir a lei

A Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) emitiu um alerta sobre a proibição do uso de agrotóxicos em áreas urbanas. A advertência surge em meio a preocupações crescentes sobre os potenciais riscos à saúde pública e ao meio ambiente associados ao uso inadequado desses produtos químicos. A prática, que configura desvio de uso, pode resultar em sanções administrativas e multas, de acordo com a legislação federal e estadual.

Os agrotóxicos, também conhecidos como defensivos agrícolas, têm como função primordial proteger as lavouras contra insetos, plantas daninhas e doenças que afetam o ciclo das culturas, porém, a legislação proíbe seu uso em áreas urbanas, e essa proibição está fundada no risco de contaminação não só do trabalhador, mas também de moradores e transeuntes, bem como da impossibilidade de isolamento da área tratada e do risco de acúmulo de agrotóxicos, água contaminada e de intoxicação de animais domésticos e selvagens.

“Os agrotóxicos agrícolas, devidamente registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), são destinados exclusivamente às áreas rurais, com a apresentação de receita agronômica adequada. A aplicação destes produtos em ambientes urbanos constitui um desvio de uso, sujeito a sanções administrativas e multas conforme a legislação federal e estadual vigente”, alertou a Diretora de Defesa Animal da Emdagro, Aparecida Andrade.

Segundo ela, é crucial respeitar a proibição de uso desses defensivos em áreas urbanas, pois há diversos riscos envolvidos, tanto para a saúde humana quanto para o meio ambiente. “Estamos comprometidos em garantir a segurança e o bem-estar da população, e isso inclui a proteção contra os perigos associados ao uso inadequado desses produtos, seja na zona rural, seja na área urbana”, comentou.

 

 

Parceiros:

Última atualização: 11 de março de 2024 09:27.