3 de dezembro de 2021 12:56

Chip em equinos facilita o trabalho da inspeção agropecuária em Sergipe


As diversas tecnologias têm auxiliado o homem em todos os ramos de atividades e não poderia ser diferente na agropecuária brasileira. Dentre os avanços tecnológicos votados para o campo, a implantação de microchips em equinos tem garantido maior precisão e segurança das informações nele contidas. A Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) tem se utilizado dessa tecnologia e realizado a leitura dos chips no momento da entrada dos animais nos eventos agropecuários no Estado.

Foi o que aconteceu na vaquejada ocorrida na última semana, em Lagarto. No momento da chegada dos animais para participarem do evento, a equipe de fiscalização sanitária da Emdagro realizou a leitura dos dados do chip em animais, os quais apresentavam dúvida na leitura da resenha dos exames de Anemia Infecciosa Equina (AIE) e Mormo, impedindo, inclusive, que esses animais participassem do evento. “Nosso trabalhado de fiscalização é obrigatório em todo e qualquer evento agropecuário, e quando essas tecnologias nos são apresentadas elas facilitam muito o nosso trabalho. A exemplo do chip em cavalos, é possível identificar o nome do animal, pelagem e outras características importantes na identificação do animal. É, sem dúvida, uma excelente ferramenta para ajudar na identificação sem riscos para o animal”, comentou a Médica Veterinária da Emdagro, Lucyla Flor.

Para o criador Celso Júnior, da Fazenda São Francisco, Município de Cabaceiras do Paraguaçu, Bahia, que tem seus animais “chipados”, vê na tecnologia uma aliada contra competidores mal intencionados. “A gente sabe que muitos maus competidores tentam a todo custo inscrever um animal pra competir e na hora ‘H’ tentam entrar com outro. Com o chip isso não acontece, porque a identificação fica mais confiável e mais fácil”, disse.

Iniciativa da ABQM

Os chips implantados nos equinos é uma iniciativa da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Quarto de Milha (ABQM) a qual recomenda a todos os criadores associados e que participam de eventos agropecuários fazerem uso em seus animais. O chip ou microchip é um dispositivo do tamanho de um grão de arroz. Colocado sob a pele do animal, ele apresenta o seu código por meio de um leitor específico que contém informações sobre o indivíduo. Os dados contidos nos dispositivos ficam armazenados em bancos de dados online.

Last Updated on 3 de dezembro de 2021 by carlos.mariz