17 de novembro de 2022 09:50

Emdagro realiza diagnóstico de Tuberculose em bovinos em todo o estado


Até o momento, oito municípios já foram submetidos ao estudo com a identificação de três casos positivos da doença


Preocupada em reduzir a prevalência da tuberculose bovina no Estado de Sergipe, a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) vem realizando o estudo epidemiológico da doença nos municípios de Aquidabã, Graccho Cardoso, São Miguel do Aleixo, Itabi, Nossa Senhora de Lourdes, Nossa Senhora Aparecida, Canhoba e Canindé do São Francisco. A meta é realizar o diagnóstico em todo o estado, atendendo assim o que preconiza o regulamento técnico do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal (PNCEBT).

O diagnóstico está ocorrendo em bovinos fêmeas em idade reprodutiva, a fim de traçar as características epidemiológicas da doença no rebanho bovino e nos sistemas de criação, buscando montar estratégias para o planejamento das ações de controle e posterior erradicação da doença. A metodologia do estudo, que obedece às diretrizes da Universidade Federal de São Paulo (USP), dividiu o estado em dois circuitos caracterizados pelo sistema de produção que prevê, nesse momento, o levantamento em 18 municípios que compõem a bacia leiteira no Estado.

“Até o momento, já realizamos o diagnóstico em oito municípios que fazem parte do circuito dois da metodologia apresentada e já foram confirmados três casos positivos da Tuberculose em bovinos, nos municípios de Nossa Senhora Aparecida e Aquidabã”, comentou a diretora de Defesa Animal e Vegetal da Emdagro, Aparecida Andrade.

Ainda segundo a diretora, o inquérito tem levado em consideração a importância da produção leiteira para o Estado de Sergipe e a falta de dados sobre a situação da Tuberculose bovina no Estado. “É importante o desenvolvimento do estudo epidemiológico da doença para auxiliar as ações da Defesa Sanitária Animal do Estado, na adoção de melhores estratégias para a execução do Plano Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Bovídea”, destacou, ao ressaltar que o referido estudo é medida obrigatória para a classificação de risco dos Estados, segundo a Instrução Normativa nº 10 de 03 de março de 2017, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Aparecida destaca que a escolha das propriedades, onde será realizado o inquérito, se dá mediante sorteio. “Cada propriedade sorteada receberá visita inicial para explicar as ações do inquérito, confirmação do número de fêmeas e preenchimento do questionário e do termo de aquiescência do sacrifício dos animais positivos à tuberculização do Teste Cervical Comparativo. Contudo, se houver recusa do produtor de participar do inquérito, a propriedade deverá ser substituída, conforme metodologia da USP. Os animais reagentes para a doença serão sacrificados”, explicou a diretora.

A doença
A Tuberculose é uma enfermidade de caráter crônico, causada pelo agente Mycobacterium bovis, que afeta principalmente bovinos e bubalinos. Pode ser transmitida ao homem, tanto por contato direto com os animais (por secreções, pelo ar) quanto de forma indireta (por ingestão de leite, queijo, carne). Além disso, a doença causa diversos prejuízos aos criadores como a queda da produção de leite, de bezerras e de carcaças.

Last Updated on 17 de novembro de 2022 by carlos.mariz